Como é feita a manutenção de correias transportadoras?

Manutenção e conservação 28/07/2021

Como é feita a manutenção de correias transportadoras?

A correia transportadora é o principal componente de um transportador sendo responsável pelo deslocamento, de forma contínua, de materiais de um ponto A até um ponto B.

Trata-se de um dos meios mais eficientes para se trabalhar materiais a granel, já que pode operar de forma contínua, gerando um fluxo de produção ininterrupto.

De maneira geral, a correia transportadora é composta por uma carcaça têxtil ou por cabos de aço, com coberturas de borracha, que se deslocam sobre roletes e tambores, estes últimos sendo responsáveis pelo acionamento e movimentação da correia.

Quer saber como é feita a manutenção de correias transportadoras? Então confira o conteúdo que preparamos sobre o tema!

Saiba agora como a manutenção e conservação é feita!

Saiba agora como a manutenção e conservação é feita!

Existem dois tipos de manutenção em correias transportadoras: manutenção corretiva e preventiva.

De uma forma geral, a diferença entre elas está no objetivo de cada uma. Isso porque a preventiva, como o nome sugere, é feita antes que algum problema aconteça, enquanto a corretiva é realizada quando algo já impede o funcionamento da máquina ou equipamento.

Portanto, as manutenções corretivas devem ser realizadas sempre que houver algum incidente que danifique ou impeça a correia de operar corretamente, com objetivo de restabelecer o quanto antes as condições operacionais e reduzir riscos de acidentes e problemas maiores.

Já a manutenção preventiva deve ser realizada de forma periódica, dependendo da criticidade do equipamento, normalmente a cada 15 ou 30 dias.

A manutenção preventiva visa garantir a operação do equipamento dentro das especificações recomendadas pelo fabricante, de forma a reduzir riscos de incidentes e problemas futuros.

É importante ressaltar que quanto menor a necessidade de intervenções corretivas, maior será a eficiência produtiva do equipamento, e isso está diretamente relacionado à qualidade das manutenções preventivas realizadas.

A manutenção de correias transportadoras deve ser sempre realizada por profissionais capacitados e experientes.

O primeiro requisito é ter em mãos toda a documentação técnica e especificações dos parâmetros operacionais do equipamento, assim como um roteiro com os procedimentos para as atividades de manutenção, isso garante a referência certa a ser seguida para que o transportador sempre possa trabalhar dentro das condições recomendadas.

Além disso, também é importante ter um bom trabalho de inspeção periódica para auxiliar no direcionamento das intervenções necessárias e sempre utilizar ferramentas adequadas para cada aplicação e sempre trabalhando com segurança.

Com base nisso, pode-se fazer um bom planejamento para as atividades de manutenção e execução.

É fundamental utilizar os produtos com a melhor qualidade durante a realização da manutenção das correias transportadoras. Isso traz diversos benefícios para o equipamento, como maior vida útil, melhor eficiência e disponibilidade operacional, menos riscos de falhas e acidentes, entre outros.

Para escolher os melhores produtos, é sempre importante avaliar as características técnicas dos materiais, como folhas de dados e laudos de ensaios laboratoriais, e sempre buscar fornecedores idôneos e reconhecidos no mercado, com comprovação de casos de sucesso na atuação com correias transportadoras.

Gostou de saber mais sobre como é feita a manutenção de correias transportadoras? Então descubra agora como escolher soluções antidesgaste!

Colaborou com esse texto:
Vinícius Takashi  – Engenheiro de Produto

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *